Adeus Novembro!

Acabou o mês de novembro... Como o ano passou depressa! Ano este de muitas experiências e momentos bons. Teve sim momentos difíceis, mas aos poucos foram suavizados. Com sabedoria e ajuda dos Deuses tudo foi se encaixando, tudo foi dando certo...
Agradeço por este mês de novembro, por estar vivenciando mais um final de ano e, principalmente, sendo grata por todo o aprendizado que tenho conquistado dia após dia.
Posso dizer que tudo melhorou consideravelmente quando me desliguei de tudo à minha volta e mergulhei profundamente dentro de mim... Descobri que sou o oceano que eu precisava navegar... e navegando ainda estou, explorando cada onda desse mar...
Que as brumas noturnas sejam a cada noite mais suaves, que a brisa seja leve e que em minha escuridão haja sempre astros brilhantes a me guiar, para que eu aprenda a me tornar um deles, e que eu possa ver nitidamente a luz que também habita em mim.
Quem tem brilho próprio se sente à vontade até na escuridão.

Adeus novembro!
Venha o renascimento! 
A esperança e a Vida!
Já ouço a melodia de um feliz Yule.

Abençoado seja!
Beijos gélidos!

Tudo é magia!





O problema é que muitos praticam a magia, mas poucos a entenderam, de fato.
O princípio da magia está dentro de nós, da nossa mente. Tudo que criamos 
passa a existir; Tudo que damos um nome, ganha vida.
O ar do recomeço presente no amanhecer, a luz do dia, o encanto da noite, os ecos da Natureza... Tudo é magia!
As os olhos (de dentro) e veja toda a magia que há dentro e fora de você.


(Lucëre Cardinaly) 

Nosso EU desconhecido...







Ninguém está atendo à voz de dentro...  
Voz esta de suma e vital importância. Essa voz nos observa... e observa todas as coisas.
Esta voz julga e nunca erra nos seus julgamentos. Ela é a voz da justiça dentro de nós. E, sim, todos nós temos ela dentro de si.  
Alguns a chamam de consciência, mas não aquela simples consciência que já estamos acostumados... Essa que fica la dentro, nas profundezas da nossa alma, tudo sabe e tudo ver dentro de nós: o que fazemos, o que pensamos, o que deixamos de fazer, o que sonhamos, o que desejamos, os nossos reais interesses... Ela é a nossa verdadeira Vontade. 
O silencio para um viagem pro "lado de dentro", é o caminho para encontrarmos esse nosso Eu desconhecido e sempre tão presente, embora imperceptível...

(Lucëre Cardinaly)

A Caminhada

O longo caminho dos passos perdidos... tempos de iniciação nas artes das sendas do goticismo...
Apenas um pequeno vulto nas sombras eu era quando me lancei no abismo... O inestimavelmente negro abismo que eu havia descoberto dentro de mim...
Fui guiada pelas mãos condutoras da Noite, na mais profunda escuridão do meu ser... Foi la que eu conheci quem eu mais temia: o meu lado sombrio...
Houve dor e sofrimento, autoflagelação psiquica e até física... Vícios, paixões e lascívia... no abismo do nosso ser tudo fica mais intenso!
Não havia mais dia, o dia tornou-se noite... Noites eternas de vastos lamentos. E após essa dolorosa iniciação, as coisas mudam de céu para inferno... Conheci o inferno dentro de mim quando me senti parte desse novo mundo... desse maldito mundo de almas errantes. O labirinto espelhado na qual me perdi... tudo era tão negro, mas aos meus olhos ficaram encantados! Eu estava ali recém criada: a mais nova criança da noite!
A luxúria passou a ser meu capricho; joguei toda honra no lixo quando eu passei a ser A Outra...
Toda luz ficou em mim adormecida, e aquela fera ferida passou a ferozmente atacar!
Aquela que me conduzia tudo me permitiu... e quando eu so apanhava ela interferiu, e a roda da vida começou a girar...
Girando e girando em mim retornei, não co.o a de antes, mas um eu bem além... Minha passagem pelo abismo me elevou demais.
Quando mais profundo você naufraga, ao conseguir se erguer, você consegue identificar o lugar mais alto, dentro do seu ser.
Hoje sou filha da noite feita e aprendiz filha do dia... Ligando as extremidades que há em mim, tomo por consequência somente GRATIDÃO.

Lucëre Cardinaly

meu Umbral

A minha alma é volátil...
Já suportou perdas insuportaveis e infinitas... Já sarou golpes profundos e dores descomunais... Já enlouqueceu diversas vezes... Já se perdeu no tempo e espaço... Já dançou no abismo...
E quando tudo desmoronou, so me restou tirar minha própria sombra para dançar...

E quantas noites meditei com as estrelas, bebendo minhas próprias lágrimas carregadas de solidão...
Todos os meus medos foram acalentados quando eu me atirei nos braços da Escuridão.
Pessoas que sobrevivem a essas situações, que escapam de um abismo profundo e alcançam o pico da montanha, viram uma espécie de anjo e também de demônio, pois já habitaram em ambos os mundos. Para se ter noção de céu temos antes que conhecer o submundo... Hoje eu ando pelos dois mundos, talvez isso ainda faça parte do meu umbral...

(Lúcere Cardinaly)

Chaves Ocultas de um verdadeiro Sábio

A verdadeira sabedoria não está em ensinar, mas em aprender cada dia mais, em silêncio...
Silenciar e observar são chaves ocultas e poderosas que só grandes sábios e mestres fazem uso.

Ass.: Lúcere Cardinaly

Lúcere Cardinaly

E no silêncio que há entre os mundos, surgiu em mim Lúcere Cardinaly. Numa Lua Negra, eis-me uma inspiração, numa visão escrita em fundo branco, escrita por mão desconhecida.. Era apenas nome escrito. Ainda estou por conhecê-la...

De hoje em diante, Lúcere Cardinaly, passará ser a assinatura desde blog.

Há um mundo invisível dos nossos olhos, um mundo onde o tempo e o espaço são inexistentes. Onde o passado e o futuro se confundem... É lá que vivemos enquanto estamos dormindo...

Saudações! ...

Ass.: Lúcere Cardinaly 

Morphyna Nephilim...

Informes: Morphyna Nephilim, Lúcere Cardinaly, Lady643, Menin@ M@, Bonekynha Voodoo, Luthien Elendell... e quanto mais eu assinar, são cada fragmento meu, após o "Big Bang" que um dia me ocorreu, meu corpo, minha mente (desconfio que até a minha alma), fragmentou-se em diversas partes de quem eu fui e de quem eu não sou mais...


Ass.: a Sarcedotisa Gótica.



E quantas vezes precisamos morrer...?



E quantas vezes precisamos morrer numa mesma vida, para que possamos compreender o porque não conseguíamos viver antes como deveríamos?... Ah! Hoje até sorrio! Não há dúvidas de que o tesouro que buscamos encontra-se no final do antigo caminho... Sim! Para adentrarmos o portal do nosso verdadeiro caminho, devemos seguir todo o percurso. É como mudar de fases no "game", ao completarmos uma missão, automaticamente evoluímos.
Eu tive que morrer tantas vezes, e milagrosamente ressurgir... E percebi que o milagre está em cada amanhecer, que renascemos todos os dias, porém só evoluímos de dentro para fora... Requer vivência, não apenas conhecimento. Para evoluir a alma, é necessário aprender a Grande Alquimia... Eis um caminho muito restrito. Poucos alcançam...
Poucos descobrem a Grande Missão... E eu sou apenas uma relez aprendiz desse infinito Caminho.
Eu abri mão de tudo nessa vida para percorrer sozinha o meu caminho, em busca de um grande tesouro, até descobri que eu não me decepcionaria depois...
Nada, absolutamente nada, foi em vão! Hoje eu sigo em paz, com a minha solidão... Aprendi a enxergar e a caminhar com passos seguros pela escuridão...

Morphyna Nephilim

A Estrada não tem fim...



Existe saudade doce...Existe dor que nem chega a doer...Existe um final que não encerra na linha do horizonte, pois a estrada não tem fim! Sempre continua...

Morphyna Nephilim

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livros Que Desejo